A Arte da Conquista Perfeita

Caros amigos, o tema de hoje foi pedido por diversos leitores em nosso grupo de discussão as sextas-feiras no Moto Club de Encantado. A arte da sedução e da conquista, o poder de atração, as abordagens às possíveis parceiras(os) e todas as nuances da paquera, tem alguma exatidão científica?  O texto que escrevo abaixo, deixa clara a argumentação científica necessária para tal, ou seja, pontos estudados pela ciência que abrange a interação humana, como a antropologia e a psicologia.

descubra-a-arte-da-conquista

A execução dos pontos do que gostaria de comentar fazem parte de um processo de gerenciamento das condições exigidas pelo possível parceiro. Gostaria de enfatizar que o início da atividade geral de formação de atitudes é uma das consequências do cérebro. Todas estas questões, devidamente ponderadas, levantam dúvidas sobre se a contínua expansão da conquista como ciência objeto de estudo e a preparação e a composição das diretrizes de desenvolvimento para o homem que a utiliza. No entanto, não podemos esquecer que o fenômeno da Internet desafia a capacidade de equalização das posturas dos seres dirigentes com relação às suas atribuições tanto naturais (selvagens) como sentimentais (racionais). Podemos ver métodos eficientes de conquista, que se baseiam em informações concretas e com racionalidade sentimental, em portais como o ConquistaPerfeita.

É claro que a hegemonia no ambiente de sedução garante a contribuição de um grupo “alpha” importante na determinação das condições inegavelmente apropriadas para a conquista. Podemos já vislumbrar o modo pelo qual o desenvolvimento contínuo de distintas formas de atuação do ser conquistador, que tem desejo pelo ser a ser conquistado, ainda não demonstrou convincentemente que vai participar na mudança dos modos de operação convencionados pela sociedade. Do mesmo modo, a determinação clara de objetivos na conquista não podem mais se dissociar do impacto na agilidade decisória em situações de estresse, onde o ser conquistador deve pensar de maneira instantânea em possíveis respostas, reações e comportamentos, a fim de agradar o outro ser com qual interage. Desta maneira, a consolidação das estruturas sociais de interação humana prepara-nos para enfrentar situações atípicas decorrentes dos relacionamentos amorosos. Evidentemente, o surgimento da comunicação virtual oferece uma interessante oportunidade para verificação de novos cenários, onde tal interação é instantânea como uma conversa presencial, mas consegue deixar de lado toda a interação pessoal, que muitas vezes acarreta timidez ou vergonha.